quarta-feira, 8 de setembro de 2010

E as dúvidas eclodem.

Em 2007-2008 eu estudei Comunicação Social em uma faculdade particular. De 2009 pra cá estudo em uma estadual. Pra quem olha de fora, a diferença se dá apenas pelo fato de uma ser paga, a outra não. De uma ser fácil de entrar, a outra nem tanto. Não é bem assim. Faculdades particulares tem seu ensino voltado ao mercado de trabalho e as públicas visam alimentar seu próprio umbigo formando futuros professores ou pesquisadores. Não é via de regra, mas é excencialmente assim.

Como eu vivi os dois lados, eu ainda penso no que fazer. E pra piorar tudo, participei de um congresso de Comunicação Social (Intercom) onde são expostos artigos sobre trabalhos científicos de pesquisadores das áreas da comunicação. Gostei de alguns trabalhos, boiei completamente em outros. O que mais me interessou foram artigos sobre gestão de marcas, branding, algumas coisas sobre Semiótica... Mas por enquanto nada me tira do caminho da criação, redação ou arte. Só ainda não me toquei, academia ou mercado. Dúvidas...

Um comentário:

Neusa disse...

Eita questão antiga! Olhe que me formei a 15 anos e o que você diz é uma repetição do que se dizia no meu tempo de universitária.
Continuo achando, como então, que nem 8 nem 80. O mercado tende a ser imediatista e assim não abre espaço para pesquisas de longo prazo, a universidade precisa atender à demanda por profissionais capacitados mas sem esquecer a vocação acadêmica da qual depende.